segunda-feira, março 26

Portugal no Seu Melhor

O puro espírito português vem ao de cima, António de Oliveira Salazar foi eleito o maior português de sempre numa votação televisiva. Parecem rejeitar as conquistas que trouxe a liberdade, sinceramente compreendo a inclusão do ditador numa lista deste género, mas a vitória só se explica pela desinformação, ignorância e iliteracia que ainda é legado desse senhor. Os velhos do Restelo (uns velhos de verdade, outro novos) por esse país fora exprimiram a sua opinião. Aparentemente gostam do mesmo país velho, atrasado e fechado sobre si próprio desses anos idos. Talvez preferissem voltar ao passado, a nossa sorte é que esta gente só tem energia para votar de casa, sentados no sofá em frente à televisão...

Acho que seria uma boa ideia do ponto de vista sociológico traçar um perfil do grupo de votantes em Salazar. Aposto que íamos encontrar um núcleo formado essencialmente por reformados (consumidores ávidos de televisão e nostálgicos) e funcionários públicos, que apesar da filiação nos sindicatos do sector preferiam o status quo, e a inactividade do Estado Novo. E claro, para muitos a lógica corporativista e protectora era o que faria falta neste momento à economia Portuguesa (para sairmos da linha de água e passarmos de uma vez para o clube dos países terceiro-mundistas).

2 comentários:

Pedro disse...

Este concurso deveria servir para a RTP avaliar o mau serviço informativo que tem prestado durante os seus 50 anos! De outra forma como justificam um resultado que demonstra apenas ingonrância por parte dos participantes?!
Parabêns à RTP por 50 anos a formar mentecaptos.

visitante disse...

Isso de dizer mal dos funcionários públicos é muito mau, triste mesmo ...